Seminario Foto Antiga

Nasceu em Águas Santas, freguesia de São Tomé do Castelo, Vila Real, em 13 05 1932.
Em 1957 terminou o Curso Teológico no Seminário de Vila Real.
Fez a licenciatura em Teologia na Universidade Católica (Porto).
Do seu vasto e rico percurso, quer como padre, quer como professor e investigador constam os seguintes elementos:
Como sacerdote:
Pároco nas freguesias de Pensalves, Afonsim e Parada de Monteiros, concelho de Vila Pouca de Aguiar, desde 1957 a 1963; em Andrães, concelho de Vila Real, desde 1963 a 1967: em Provezende e São Cristóvão do Douro, concelho de Sabrosa, desde 1967 a 1969: em Vila Marim e Mondrões, concelho de Vila Real, desde 1971 até ao presente ano. acumulando o cargo de pároco em Parada de Cunhos, no mesmo concelho de Vila Real, desde o ano de 1988.
Como professor:
Professor de Português e História no Colégio Particular de Vila Pouca de Aguiar, desde 1959 a 1964;
Professor de Inglês no Colégio Particular de Sabrosa. desde 1964 a 1969;
Professor de Inglês no Seminário de Vila Real, desde 1969 a 1985:
Professor de Moral na Escola Preparatória Diogo Cão, Vila Real, desde 1975 a 1980.
Outros:
Sócio da Sociedade Portuguesa de Numismática, desde 13 02 79, n.° 2087:
Delegado do IPPC no Distrito de Vila Real desde 1980 a 1985;
Presidente da Comissão de Arte Sacra da Diocese de Vila Real. desde a sua instituição. no ano de 1991:
Presidente da APAC, no concelho de Vila Real, desde 07 10 1983:
Membro Correspondente da Academia Portuguesa da História desde 20 de Março de 1996. com o número 346;
Consultor Cultural da Câmara Municipal de Vila Real, na área de Museologia, desde 04 08 95, com o encargo de criar o Museu, cujo acervo doou;
Director do Museu desde 1995.
Missões:
Realizou o Inventário da Arte Sacra nos concelho de Alijó e Boticas, por incumbência do IPPC, e está a inventariar os cruzeiros do Distrito de Vila Real para os Monumentos Nacionais;
Fez inúmeras conferências sobre o Património Arqueológico e Artístico do Distrito em quase todas as Escolas Secundárias e Liceus do Distrito, bem como em diversas Universidades e Congressos;
Esteve à frente da construção ou dos restauros realizados nas igrejas ou capelas das seguintes localidades: Afonsim, Reguengo, Provezende. São Cristóvão, Vila Marim, Agarez, Arnal, Quintela, Senhora da Paz (Vila Marim), Mondrões, São Roque (Mondrões), Quintelas, Sapiães, Bisalhães, Parada de Cunhos, Relvas e Granja. Por sua intervenção e a seu pedido que fez o restauro da Torre Medieval de Quintela. Obras Publicadas:
Seminaríada, poema herói cómico (versando a educação nos seminários nos anos quarenta e cinquenta), Vila Real, 1987, 200 págs.;
Museu de Vila Real, Tomo 1, as Moedas (Catálogo, onde se descrevem 5.500 moedas, cujo núcleo é constituído por exemplares romanos, além de alguns gregos, cartagineses, ibéricos, luso romanos, hispano romanos, visigóticos e bisantinos), edição da Câmara de Vila Real, 1997, com cerca de 700 páginas;
Tesouro Monetário de Ribeira de Pena (Bronzes do Séc. IV), edição da Câmara Municipal de Ribeira de Pena, 1997, com cerca de 100 páginas.
Moedas Romanas do Museu da Cidade da Guarda, edição do Instituto Português dos Museus, com cerca de 100 páginas;
Cruzeiros do Distrito de Vila Real, edição das Câmaras Municipais do Distrito de Vila Real, com cerca de 400 páginas.
: História da Virgem Maria (poesia), com cerca de 100 páginas;
Escalada (poesias), com cerca de 100 páginas.
Artigos em revistas ou jornais: Descoberta de uma Sepultura Romana em Vila Marim, em "A Voz de Trás os Montes", Ano XXIX n.° 1384, Vila Real, 06 02 1976; Dois Tremisses Inéditos de Vila Pouca de Aguiar, in "Nummus", 2.a série, Volume II, Porto, 1979, págs. 93 a 97; Subsídios Inéditos para a História de Três Minas, in "Actas do Seminário de Arqueologia do Noroeste Peninsular", Revista de Guimarães, Vol. IlI, Guimarães, 1980, págs. 131 a 140; Tesouro Numismático do Reguengo (Vila Pouca de Aguiar), in "Revista de Guimarães", Vol. XCII, 1982, págs. 231 a 314; Douro em Ouro, sobre a seca visigótica de Aliobrio, em "O Alto Douro Cultural", Ano 1, n.° 2, Setembro de 1983; Tesouro de Denários de Mosteirô (Vila Real), in "IV Encontro de Numismatas", Sociedade Martins Sarmento, Outubro, 1983, Guimarães, 1984, págs. 90 a 116; Ara Votiva a Jzípiter, estudo feito para a "Sociedade Portuguesa de Antropologia e Etnologia, na Faculdade de Ciências do Porto", Porto, 1985, págs. 168 170; A Estátua Estela do Marco (Vreia de Jales, Vila Pouca de Aguiar), trabalho de parceria, em "Portugália", Nova Série, Vol. XV, 1994, págs. 147 a 153; Tesouro Numismático de Santulhão, Concelho de Vimioso, in "Brigantia", revista de cultura, Vol. XIV n.° , Bragança, 1994, págs. 37 a 86, e Vol. XV n.° 1, Bragança, 1995, págs. 181 a 284; A igreja matriz de Vila Real, e seu restauro, in "Tellus", revista de cultura transmontana e duriense, n.° 24, Julho de 1995, págs. 34 a 43. Cerca de 300 poesias em semanários locais.