Seminario Foto Antiga

Nasceu em Ribeira de Pena e, após concluída a instrução primária, ingressou no Seminário de Vila Real em Outubro de 1955 para prosseguir os estudos e dedicar-se à Igreja de Cristo
Concluído o curso de Teologia , recebeu as ordens de presbítero e foi designado secretário do Bispo de Vila Real
Leccionou no Seminário e no Liceu Camilo Castelo Branco
Com o advir do 25 de Abril assumiu como valores primordiais da Igreja a liberdade, fraternidade, solidariedade e igualdade, entre todos os Homens
O seu jeito de ser padre era o de um menino, atrevido, indomável, alegre, gaiato, solidário, desprendido, pobre, comprometido, com os ideais de Cristo e a vida dos fiéis
Nas suas homilias falava das grandes desigualdades sociais e da necessidade de nivelar por cima .
Achava importante o combate á fome e ao analfabetismo para uma sociedade mais justa e equilibrada, no que não foi acompanhado nem protegido pela comunidade cristã
Pelos seus ideais empenhou-se na escolarização de adultos, desenvolvendo um excelente trabalho de alfabetização nas aldeias junto de Vila Real, sempre obedecendo aos ensinamentos da Bíblia Sagrada
O Povo ouvia-o e seguia-o, o que lhe valeu o epíteto de comunista e de defender não as palavras de Cristo mas a cartilha da extrema esquerda e traçou o seu destino fatal quando aceitou ser candidato, integrando como independente uma lista, á Assembleia da República
Morreu, vítima de um atentado, aos 33 anos, com a mesma idade com que o seu Mestre tinha sido morto há muitos e muitos anos atrás e quando regressava do seu trabalho de apoio ao desenvolvimento das comunidades locais.
A cidade de Vila Real acolheu dezenas de milhares de pessoas, vindas de todos os pontos do País para o último adeus ao Padre Max.
Teria sido um mártir da Igreja se a sua morte acontecesse num país da América Latina, acontecendo na democracia europeia a sua morte rapidamente foi esquecida e a sua vida foi em vão!